Em colinas, a prefeitura municipal fechou quase R$ 1 milhão em contratos com uma empresa apontada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Maranhão, e pelo 2º Departamento de Combate à Corrupção (Deccor), da Polícia Civil, como de fachada.

O município tem como mandatária a prefeita Valmira Miranda (PDT), que tem como vice João Haroldo (PCdoB), irmão do secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry Barroso.

De acordo com levantando do ATUAL7 no Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas (Sacop), do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a J A Cruillas Neto – ME, conhecida no mercado como Neto Transportes e Locações, foi contratada pelas secretarias municipais de Administração, Assistência Social, Saúde e Educação para prestação de serviços de locação de veículos.

Trecho de um dos contratos firmados pela Prefeitura Municipal de Colinas com a empresa apontada pelo Gaeco e Deccor como sendo de fachada

Ocorre que, segundo investigação do Gaeco e Deccor, que desbaratou em setembro do ano passado um esquema criminoso que operava em São João Batista, a contratada pela prefeitura de Colinas não possui empregados cadastrados junto ao Ministério do Trabalho e sequer tem veículos registrados.

“A empresa localiza-se em Poção de Pedras e não possui nenhum veículo registrado, o que revela que foi utilizada apenas como fachada para o desvio de verbas municipais”, enfatiza o Parquet em publicação em seu site institucional.

Procurados pelo ATUAL7, por meio dos e-mails fornecidos no site oficial da prefeitura, a gestao municipal e nenhum dos titulares das pastas retornaram o contato até a publicação desta matéria.

Em São João Batista, cabe ressaltar, a farra na contratação de empresas de fachada para locação de veículos é alvo de ação do Ministério Público.

Fonte: Atua7

Comentário meu:

Interessante é que, bem antes da campanha eleitoral do ano passado e durante toda ela, a família do secretário Márcio Jerry fazia espalhar por todo o município, para convencer as pessoas a votarem na Valmira, que a gestão seria diferente das gestões desastrosas anteriores do grupo e que seria feita/monitorada pelo Palácio dos Leões.

O que me leva, desse modo, a acreditar em três coisas:

1-Para justificar a aliança, a Família Barroso mentiu para o povo de Colinas;

2-O Palácio dos Leões não tem qualquer ingerência na gestão da Valmira; e

3-O Palácio tem ingerência na gestão Brandão/Barroso e está anuindo/praticando as irregularidades junto com a prefeita.

Desse modo fica a certeza que, como antes, a gestão está sendo feita diretamente da Disvali.