Já era! Flávio Dino abre 21 pontos de vantagem sobre Lobinho

Do Blog da Lígia Teixeira
Na nova pesquisa Ibope Flávio tem 48% e Lobinho 27%.

Ibope se reposicionou no cenário de pesquisas maranhense, mas ainda apresenta resultados muito distantes dos demais institutos.

Ibope se reposicionou no cenário de pesquisas maranhense, mas ainda apresenta resultados muito distantes dos demais institutos.

Quem acompanhou o debate na blogosfera durante os últimos dias, viu que foi grande a pressão da oposição em relação ao comportamento do Ibope. O Instituto, contratado pelo Sistema Mirante, divulgou uma pesquisa no início de setembro mostrando uma inaceitável diferença entre Flávio Dino e Lobão Filho de apenas 12 pontos percentuais ( 30% a 42% a favor de Flávio). Enquanto isso, todos os demais institutos marcavam uma vantagem de Flávio na casa dos 30 pontos percentuais à frente do segundo colocado, inclusive a pesquisa do Data M divulgada neste sábado (56% a 28% a favor de Dino)

Com a decisão da Justiça Eleitoral obrigando o Ibope a entregar todas as planilhas referentes à pesquisa do instituto no Maranhão, a pressão oposicionista e  da sociedade, que criticou duramente o resultado da pesquisa, não restou ao Ibope outra alternativa, senão recuar na pretensão de fraudar a opinião pública.

No entanto, queridos leitores, nada impede que o instituto volte as suas velhas traquinagens históricas. Não é difícil que o Instituto tenha reconhecido uma vantagem significativa de Flávio agora (21 pontos ), para criar uma cortina de fumaça e tentar dar legitimidade a um resultado desfavorável  para a oposição quando o dia da eleição estiver mais próximo.

O Ibope continua dizendo que o número de indecisos no Maranhão é alto (16% agora, contra 18% na pesquisa anterior), nada impede que eles tenham coragem de migrar esses supostos indecisos para inflar a candidatura de Edinho na próxima pesquisa. E também não esqueçamos que em relação aos demais institutos, o Ibope continua dando quase dez pontos a menos para Flávio, o que é uma distorção considerável.

MAIS UM: Camilo Figueiredo declara apoio a Flávio Dino

Nesta semana Flávio já recebeu apoio de dois deputados estaduais.

 

 

A adesão de deputados estaduais no projeto de Flávio Dino continua crescendo a cada dia. E o mais recente a declarar apoio foi o deputado Camilo Figueiredo.

Agora há pouco durante comício cidade de Codó, o parlamentar do PR, parido de coligação de Edinho Lobão, confirmou em palanque (veja foto acima) que somará em prol da oposição.

Outra adesão

O deputado estadual Hélio Soares, também foi outro a confirmar apoio a Flávio Dino (PCdoB), na tarde de quarta-feira (17), no aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís.

Do Blog do Neto Ferreira

É hora de virar a página do sarneísmo

Do Blog do jornalista Linhares Júnior.

Ainda no curso de Filosofia aprendi lendo John Stuart Mill que valores morais e éticos devem ser práticos. Quanto mais pessoas ficarem felizes com determinada ação ou fato, maior será o seu grau de relevância. A esta teoria dá-se o nome de utilitarismo. E eu, desde aqueles tempos, tendo a ser uma pessoa estritamente utilitarista e, consequentemente, pragmática. Justamente por isso, defendo sem nenhum pudor: está na hora de virar a página do sarneísmo da história maranhense.

Os leitores deste blog sabem bem da minha postura em relação a Flávio Dino e uma parcela significativa de seus aliados. Já fui processado, tive postagem censurada e não sou “bem visto” pelo chefão do comunismo. Mas, eu não vejo o mundo pelo meio do meu umbigo. Sou jornalista e minha obrigação é com os fatos, mesmo que eles não me sejam agradáveis. Não posso e não me dou ao luxo de não ter lado, de ser neutro ou de emular o que não existe. Os fatos, o que determina a realidade são os fatos. Pois bem, o fato é que o Maranhão não pode deixar Lobão Filho se tornar governador.

Escrevi aqui certa vez que Lobão Filho havia me surpreendido com um ato de coragem praticado ainda no começo da campanha. Mantenho o que disse: Lobão Filho é um homem corajoso. Mas, candidaturas não são apenas homens. Candidaturas representam ideias que vão muito além de indivíduos. E a candidatura de Lobão Filho é um acinte, é o catalisador de um tipo ideal nefasto de política.

O caso é que agora não faz sentindo elucubrar sobre o que poderia vir a ser um governo de oposição. Ao contrário dos “revolucionários ultra jovens” e dos escribas alugados da blogosfera, eu não procuro santos e muito menos salvadores na classe política. Política é feita por humanos, logo é uma coisa imperfeita por excelência. Temos que escolher entre os “menos ruins”. E o “menos ruim” que se faz agora é diminuir o Grupo Sarney, é virar a página do sarneísmo.

Se Flávio for derrotado, a oposição será zerada. E isso é tenebroso. Chega a ser insuportavelmente perigoso. O sarneísmo hoje tem tentáculos no Legislativo, Executivo, Judiciário, sociedade civil, em absolutamente tudo.

O cinismo chegou ao ponto de membros do Grupo Sarney acharem “nomal” que seus “amigos de infância” tomem conta das urnas nas eleições.

O momento agora é histórico. Não dá mais para continuar no século passado. Não dá mais para viver em um estado que tem dono. Já deu, pessoal. Casos como esse das urnas são determinantes para qualquer pessoa que tem o pingo de vergonha na cara. Temos que bagunçar o tabuleiro, embaralhar o baralho. Esse jogo de cartas marcadas tem que ser implodindo.

Está na hora de virar a página.

Pois bem, eu me decidi: sou Flávio Dino até o dia da posse.

E antes que alguém tente imputar fatores que não a minha consciência a este texto, quero finalizar deixando algumas coisas bem claras.

Essa não é uma tentativa de “deixar portas abertas” e também não me tornei um taxista de opinião. Eu sinceramente não espero ABSOLUTAMENTE NADA de positivo do governo que quero ajudar a eleger. E vou além: na hora em que ele colocar a faixa de governador e a página do sarneísmo estiver virada, eu volto a ser oposição. Mas, até lá é Flávio Dino na cabeça e na urna.

Barco afundando: Deputado larga Edinho e anunciará apoio a Flávio

helio

O deputado estadual Hélio Soares (PMDB) anunciará apoio, hoje à noite, ao candidato da Coligação Todos pelo Maranhão, Flávio Dino. O parlamentar, que deixou a campanha de Edinho Lobão, dentro de instantes sairá de São Luís e pegará um avião com destino ao município de Maracaçumé, onde participará de comício ao lado de Dino.

Deputado de quatro mandatos, Hélio Soares é um político de votação expressiva, com forte penetração no interior e favorito a conquistar o quinto mandato, segundo os prognósticos de analistas.

Quem também já está com Flávio Dino é o prefeito de Governador Luiz Rocha, Dr. Francisco (PRB). Após um evento de apoio evangélico à candidatura de Flávio Dino realizado ontem (16) na capital, o prefeito Dr. Francisco aproveitou para também unir esforços em nome da campanha de governador do líder das pesquisas. Com 56% das intenções de voto, as pesquisas apontam vitória de Flávio Dino ainda em primeiro turno.

Outro que deve declarar em breve apoio a Flávio Dino é o vereador de São Luís, Marquinhos, que tem forte liderança popular. Flávio já conta com o apoio de 19 vereadores da capital.

Outros deputados, prefeitos e vereadores devem anunciar apoio a Flávio nos próximos dias. Uma grande caminhada de Dino deve acontecer no domingo em São Luís.

Do Blog do John Cutrim

Com serviços prestados em Colinas, Pedro Fernandes deve ser o mais votado na cidade

Pedro Fernandes: esse tem trabalho prestado em Colinas

Pedro Fernandes: esse tem trabalho prestado em Colinas

Em 2010 o deputado federal Pedro Fernandes (PTB) teve mais de 6 mil votos em Colinas, números jamais alcançados por nenhum outro candidato a deputado federal no município.  E o deputado honrou cada voto recebido, seja por sua atuação como deputado federal, seja como secretário das cidades ou como secretário de educação do Estado.

Como deputado, Pedro Fernandes foi o autor da emenda parlamentar que destinou mais de R$ 15 milhões para implantação do IFMA em Colinas. E já como secretário das Cidades, Fernandes construiu a ponte do Curimatã, construiu 120 casas populares no Cambirimba e 50 casas no povoado Fuzil, além de um poço artesiano também no bairro Cambirimba.

Como secretário de educação Pedro Fernandes também deixou a marca de seu trabalho em Colinas: autorizou a construção de 4 escolas com 6 salas de aula cada, municipalizou a educação, mandou dois ônibus escolares para Colinas e autorizou a reforma das escolas Martinha Menezes e Antonio Dino. Só lembrando: com a reforma da escola Martinha Menezes, onde agora funcionará o CESCO, o prédio do CINEC vai ser devolvido ao povo colinense.

Além de todo esse trabalho no município, o deputado Pedro Fernandes foi com o prefeito Antonio Carlos a Brasília e lá ajudou na negociação para a construção das creches nos bairros Liberdade, Sem Terra e Piquete, cujo recursos foram desviados nas gestões anteriores, além da liberação de um convênio de R$ 700 mil para a saúde.

Por tudo isso, acredita-se que o deputado terá em 5 de outubro a mesma votação ou muito mais daquilo que teve em 2010.

O povo colinense sabe reconhecer quem trabalha por ele.

E Pedro Fernandes tem trabalho comprovado no município.

PIADA PRONTA: Lobão Filho, senador biônico, afilhado de Sarney, diz que é “renovação”

O ministro Lobão, há mais de três décadas na política, com o filho e suplente sem voto, Lobão Filho: “renovação” (Foto: O Estado do Maranhão)

Por Ricardo Setti

No país da piada pronta, não é de estranhar nada o cinismo empedernido e escancarado na política, mesmo quando ele é ridículo.

Vejam a declaração feita ao jornalista Bernardo Mello Franco pelo marqueteiro Elsinho Mouco, que faz a campanha do candidato de Lula e Dilma ao governo do Maranhão, Lobão Filho:

– Um ciclo se encerra com a aposentadoria do presidente Sarney e a saída de Roseana [Sarney do governo do Maranhão. Ela decidiu não se candidatar ao Senado e sem cargos eletivos nos próximos quatro anos.] Agora começa a renovação.

Renovação!!!

Renovação???

Lobão Filho, senador biônico (suplente do próprio pai, em exercício há quatro anos, sem ter obtido um só voto) é filho do atual e duas vezes ministro das Minas e Energia, Edison Lobão.

Edison Lobão tem mais de 30 anos de vida política, e antes de ser ministro de Lula e Dilma — com credenciais técnicas altamente contestáveis, já que sua formação é de jornalista e jamais atuara na área — foi deputado, governador do Maranhão e duas vezes senador.

E tudo isso pelas mãos de quem?

Lobão era um jornalista político simpático à ditadura que cobria as atividades do Congresso, em Brasília, e sempre foi próximo do hoje senador e ex-presidente José Sarney (PMDB-AP), que manda no Estado há meio século.

Foi pelas mãos de Sarney que entrou na política, deixou o jornalismo, tornou-se dono de uma rede de veículos de comunicação no Maranhão e aos poucos galgou os degraus da carreira.

O filho, agora, se apresenta como “renovação”. Deve ser por isso que ele esconde, na campanha, tanto Sarney como o próprio pai.

É o Brasil!

Mesmo conhecendo Colinas só de nome, Sarney Filho agora quer o voto do povo

Sarney Filho: "que cidade é essa?"

Sarney Filho: “que cidade é essa?”

Desde que me entendo por gente que Sarney Filho é deputado. O caçula do ex-presidente Sarney nunca trabalhou na vida e vive só dos privilégios do mandato parlamentar que o otário do maranhense lhe concede a cada eleição. E não se tem conhecimento de nenhuma emenda de autoria de Zequinha que tenha beneficiado o povo de Colinas ou de alguma cidade da região.

Aliás, não se tem notícia nem de alguma visita de Sarney Filho a qualquer tempo a Colinas, com exceção das duas últimas feitas recentemente pelas razões que já vamos expor aqui. O deputado deve ter visto Colinas sempre de cima, de avião, por onde deve ter passado com destino a outros rincões maranhenses.

E ao passar sobre Colinas deve perguntar a algum assessor: “que cidade é essa?” E o assessor deve lhe responder: “aqui no mapa diz que é Colinas, deputado. O senhor conhece?” no que ele responde: “só de nome. Só de nome.”

Pois bem. Mesmo conhecendo Colinas só de nome (e de cima), Sarney Filho decidiu cair na cidade de paraquedas e pedir o voto do povo que ele não conhece e nunca trabalhou por ele. Com o pai já tendo sido governador e presidente da República, a irmã quatro vezes governadora e ele pelo menos nove vezes deputado federal, o povo de Colinas ainda não teve o privilégio de se beneficiar de nenhuma ação que tenha vindo por parte do nobre deputado. Mas agora ele quer o seu voto.

E para isso, Zequinha conta com o apoio do prefeito Antonio Carlos, que decidiu de uma hora para outra apoiar o deputado. Não se sabe as razões que levaram o alcaide colinense a optar pelo filho de Sarney, sabe-se apenas que o governo da irmã Roseana liberou diversos convênios para o município e que o outro irmão, Fernando, deu ao prefeito o direito de retransmissão da TV Mirante em Colinas . Fora outra$ coisa$, segundo se comenta.

Antes da escolha de Sarney Filho, o prefeito andou flertando com João Marcelo, filho do senador João Aberto e candidato a deputado federal, e com o deputado Pedro Fernandes, sem chegar a um acordo com os dois.

Mas a proposta dos Sarney parece ter sido mais tentadora.

“Interessante é que eles fazem os acordos deles com aquilo que há de mais atrasado na história política do Maranhão e quer empurrar goela abaixo do povo tudo isso, como se o povo fosse mercadoria”, disse uma liderança política da oposição que preferiu não se identificar.

foto (4)

“Proposta” de Edinho Lobão para a segurança vira chacota na Folha de São Paulo

 

No debate realizado pela FIEMA, o candidato do grupo Sarney ao governo do Maranhão Edinho Lobão sugeriu que, em vez de uma viatura com quatro policiais, seria mais eficiente quatro motos com um PM em cada uma.
A ‘proposta’ foi destaque na coluna Painel, na Folha de S. Paulo desta segunda-feira. Destaca, ainda, a reação de Flávio Dino: “O risco é ele(o policial) cair na hora de atirar”.
Confira a nota.
folha
Do Blog do Gilberto Lima

POUCAS E BOAS

 

Mais obras, mais propinas I

Os donos do poder em Colinas cuidam  em espalhar que a cidade hoje é um canteiro de obras, com dezenas delas espalhadas pelos quatro cantos do município. O que eles não espalham (e escondem) é que em cima de cada uma há toda uma história de propina e má versação de recursos público. Por exemplo: antes do início de uma obra, qualquer delas, até chegar à fase de licitação, quando então entram em ação algumas das empresas do homem ou de algum parente ou amigo, os “caçadores” de obras”,  o Homem e Fala-Fina, que vivem em Brasília atrás delas, já gastaram uma infinidade de dinheiro pagando propina a lobistas para consegui-las nos ministérios da capital federal.

Mais obras, mais propinas II

Expert em liberar convênios em Brasília, o lobista de nome Rodson, que vive disso, se tornou da noite pro dia o melhor amigo do filho do prefeito. Preço pra conseguir a liberação de convênios: R$ 5 mil que devem ser pagos no ato e algo em torno de 3% a 5% de comissão em cima de cada obra.

Mais obras, mais propinas III

Aí, quando já na fase de licitação, mais propinas. Abre-se prazo para as empresas interessadas concorrem. E eles, os empresários interessados, ao chegarem em Colinas se deparam com dois obstáculos, a saber: 1) o presidente da CPL que se esconde para não receber inscrições de gente que ele não conhece e; 2) o próprio filho do gestor, junto com o braço direito Fala-Fina, que tratam de pagar a esses interessados uma quantia em dinheiro para que desistam da concorrência. Sabedores dessa novidade pras bandas do sertão, muitos empresários estão pra furar o chão da BR 135 de tanto andar pra Colinas não atrás de obras, mas sim desse dinheirinho fácil.

Mais obras, mais propinas IV

Com a desistência dos empresários forasteiros, o caminho fica livre pro filho do prefeito e asseclas, que só metem a mão numa gaveta qualquer e, na base do “mal-me-quer bem-me-quer”, escolhe uma empresa dentre as tantas que tem a disposição, chama o laranja da vez e propõe o negócio: “te dou tanto pra tu figurar como o cara e o resto, a maior parte, deve ser passado pra nós.”

Fala-Fina I

Semi-analfabeto, o dublê de empresário Fala-Fina é uma dessas figuras que se tivesse estudado daria nó em pingo d´água. Mesmo não tendo nenhuma participação efetiva na campanha que elegeu o prefeito Antonio Carlos, ele conseguiu se infiltrar no governo e é hoje um dos homens de confiança do gestor e de seu filho, do tipo que até viajam juntos pra Capital Federal atrás de obras para o município e curte férias em lugares paradisíacos Brasil a dentro.

Fala-Fina II

Conforme já dito aqui, a empresa de Fala, a LF Construções (LF quer dizer Léo & Fala) já tem mais de R$ 20 milhões em obras e serviços com o município. Além do lado empresarial, Fala também é hoje o principal articulador político do prefeito Antonio Carlos.

Rateio

A propósito da empresa de Fala-Fina, comenta-se à boca miúda em Colinas que o rateio dos lucros das obras que executa e serviços que presta se dar da seguinte forma: 30% dos lucros são divididos entre os sócios Fala e Léo e os 70% restantes vão tudo pra uma certa pessoa…

Tropa de choque

Caso os candidatos apoiados pelo prefeito Antonio Carlos tenham um fraco desempenho nas urnas colinenses a culpa será totalmente dele. Os únicos aliados políticos que o alcaide considera hoje são seu secretário de agricultura, Júnior Costa, e a vereadora Eliozilda Sá, os mesmos que em 2012 tiravam dos cachorros e botavam em cima dele. E qualquer reunião política com eleitores em qualquer localidade são esses dois que o prefeito convida e leva a tira-colo. Em particular, o prefeito costuma dizer que pra garantir sua reeleição basta o apoio deles. Então tá.

Já que perguntar não ofende…

… Por quê, mesmo pertencendo ao micro-empresário Gilmar Pereira, os recursos da Iluminary, empresa que cuida da iluminação pública em Colinas, são administrados por Joaquim Oliveira, irmão do prefeito? E porque é Joaquim e não Gilmar que está sempre à frente dos serviços? Hum…

Jatobá faz festa para Flávio Dino, Carlos Brandão e Roberto Rocha

 

foto 2 (1)

A cidade de Jatobá parou na manhã deste domingo (14) para receber a caravana da mudança. Com bandeiras, acenos e a esperança em um Maranhão de todos, o povo jatobaense saiu às ruas para ver os candidatos a governador Flávio Dino, o vice Carlos Brandão e senador da mudança Roberto Rocha.

Faltando 21 dias para as eleições, Flávio Dino falou do desejo de mudança dos maranhenses e criticou o governo de poucos para poucos da atual gestão estadual. “Vamos apoiar os municípios, reforçar o apoio à produção. Vou ser o governador da produção, que acredita nas crianças e vai cuidar da educação como caminho para prosperar na vida”, afirmou.

A caravana da mudança foi recebida pelo médico e ex-candidato a prefeito Gerson Santos, por Katiana Silva, pelos vereadores Ronaldo e Cutia e por diversas lideranças políticas de todo o município como o o ex-vereador Louro Benvindo e Clemilton Brandão. Da comitiva de Flávio Dino participaram ainda o deputado estadual e candidato a federal Rubens Júnior, que recebe o apoio forte de todos os líderes que militam no campo da oposição no município.

foto 1 (1)

 

foto 3

 

foto 4