Sobre o concurso de Colinas…

 

Sobre os muitos comentários negativos acerca do concurso de Colinas, cujas provas serão aplicadas amanhã, dia 20/07, o procurador do município, Bento Lima, fez alguns esclarecimentos bem pertinentes em sua página no Facebook. Aos inscritos, a leitura é mais que obrigatória. Vejam:

CONCURSO DE COLINAS. FRAUDE. CRIME. INJUSTIÇA. POSSIBILIDADE.

Domingo, 20/07/14, ocorrerá o concurso de Colinas/MA, conforme reza o edital que regulamenta o certame aludido.

A lei (de autoria do prefeito) foi aprovada pela Câmara Municipal, a licitação foi feita, a empresa vencedora (só ela) fará o concurso e o Município, ao final, pelo Prefeito, dará posse aos que lograrem êxito e estiverem habilitados ao cargo.

Simples assim.

Mas em Colinas, nada é simples.
As coisas mais simples e positivas são transformadas, objetivando suas complexidades e negativações.

Desejaria muito não escrever o texto a seguir. Ví-me compelido a fazê-lo, porém.

É que nos dias em que antecederam o certame, em Colinas, ouviu-se de tudo (e ainda se ouve) com relação ao concurso, sendo a fala mais insistente a de que haverá FRAUDE, sendo o concurso uma mera formalidade para imitir nos cargos pessoas previamente escolhidas por gente do GOVERNO, em prejuízo daqueles (pobres, em sua maioria) que fizeram despesas, estudaram e sonham em mudar uma vida de dificuldades por meio do concurso público, única alternativa que vem para o pobre.

Com efeito, tolice seria negar que não só o concurso de Colinas, mas que todo concurso é passível de fraude.
Essa assertiva, porém, não dá o direito a ninguém – a ninguém, repita-se – de apontar o dedo para todos nós (DO GOVERNO) dando-nos, todos, sem distinção, como se criminosos que fraudam concursos em proveito próprio ou de outrem.

Não é bem assim.

Digo isso, com justa indignação, porque sou obrigado a ouvir de amigos mais próximos que maledicentes, em Colinas, dizem que alguns, por serem amigos meus, já estariam com vaga garantida por mim, por meio de fraude.

De uma coisa não tenho dúvida: quem faz esse tipo de comentário, não conhece nem a mim e nem meus reais amigos.

Porque quem me conhece sabe que eu não cometeria tal crime e quão grande injustiça nem para ajudar a um irmão ( eu e minhas 3 irmãs detentoras de cargos públicos somos todos concursados com a só ajuda de Deus e de nossos esforços).

Quantos aos meus meus reais amigos, estes jamais me pediriam para cometer tão grave crime e injustiça. Por isso são e serão sempre amigos meus, dos quais me orgulho.

E acredite, se algum amigo meu passar no concurso – e muitos passarão, para minha alegria – será por competência, perseverança e mérito próprio, como deve ser para todos.

Mas você, que aponta o dedo para mim, com suas leviandades, não tenho dúvida, deve medir o caráter dos outros pelo seu, que, acredito, é pessoa de baixo caráter, de má índole, desleal, de reserva mental, incapaz, incompetente, desonesta, injusta, delinqüente e criminosa, que DEVE ACHAR NATURAL, COMUM solicitar ou mesmo cometer uma fraude, interferindo num concurso público para se beneficiar, em prejuízo de outro que, por justiça, deveria assumir o cargo que lhe foi “roubado”.

Você, eu sei, se tivesse a oportunidade, fraudaria o concurso.

EU, porém, não sou igual a VOCÊ.

Acredite, para mim e para muitos não é – e não deve ser assim -, por vários motivos, destacando-se dois:

1) é crime – e grave – que faz criminosos todos os envolvidos: quem pede e quem faz a fraude, como já dito; e

2) é um ato desumano, uma injustiça, e grande, com quem realizou gastos, dedicou tempo, perdeu noites de sono, estudou, passou e tinha como esperança e único meio para mudar uma situação de pobreza o concurso.

QUANDO VOCÊ OCUPA, POR FRAUDE, UMA VAGA DE CONCURSO, OUTRA PESSOA QUE TINHA DIREITO ÀQUELA VAGA FOI “ROUBADA”. A quantidade de vagas são fixadas por lei. Para o fraudador/criminoso entrar, alguém tem que sair.

Sei que não posso impedir ninguém, senão a mim mesmo, de solicitar e/ou cometer fraude no concurso que se avizinha, quer durante, quer depois do concurso.

Alerto, porém, que, com o auxílio do Ministério Público, tracei algumas estratégias para detectar fraudes no concurso e que, se descobertas (e serão), não medirei esforços para ver processado e condenado o que solicitou e o que cometeu a fraude, sobretudo porque tenho o firme apoio do prefeito Antonio Carlos, que também é médico concursado, e me autorizou a representar criminalmente qualquer um que ouse fraudar o concurso, dizendo que, quem quiser passar, que estude.

Por outro lado, sei, há aqueles que não passam em concurso por uma simples razão: não estudam. Todavia, justificam os seus fracassos acusando os que estudam e têm êxito em concurso de terem sido “ajudados”.
A estes, alerto que a acusação pela acusação de fraude, sem provas, também será causa de representação criminal contra o leviano perante à polícia e ao MP (a acusação leviana é crime, e grave).

Assim, esclareço: descoberta a fraude, e será, se havida, duas imediatas providências serão adotadas: a) a anulação, pelo Município, do concurso; e b) a denúncia dos envolvidos à polícia e ao Ministério Público. Isso é fato. E eu não arredarei um milímetro. Acredite.

Da mesma forma, a acusação leviana contra mim ou contra alguém do Governo sem provas ou indícios será denunciada aos mesmos órgãos para responsabilização civil e criminal do leviano.

É de se dizer, por oportuno, que a fraude em concurso não é crime exclusivo dos agentes de Governo. Nada, absolutamente nada, impede que alguém que não de Governo corrompa a outro para ter acesso a gabaritos ou promover outras fraudes.

Em Colinas e no resto do mundo está cheio de gente assim, esperando uma oportunidade para cometer este tipo crime.

Por fim:

Acaso você RECORRA À FRAUDE, digo-lhe, então, para que todas as vezes que receba seu salário maldito, não esqueça que: a roupa, a comida, o remédio, a bebida, o perfume e tudo o quanto mais você comprar, estará fazendo uso de um dinheiro amaldiçoado, porque originado de uma fraude e, por assim, de um crime, uma injustiça com alguém que fez por merecer o cargo que vc ocupa, mas que vc, criminosamente, roubou-lhe a oportunidade, a esperança.

Esse dinheiro, fruto de crime, jamais lhe trará paz e bênçãos, acredite. 

E mais: quem recorre a esse tipo de fraude, além de bandido, prova a si mesmo ser nada além de um FRACASSADO e INCOMPETENTE.

Portanto, estude, rogue a Deus e passe por seus próprios méritos.

Asseguro, não há alegria maior que a sensação da conquista pelos próprios méritos.

Boa sorte a todos os concurseiros.

Um fraterno abraço.

Bento Lima

40% dos maranhenses não querem ver Lobinho nem pintado!

Blog do Clodoaldo Corrêa 

40% dos maranhenses não votam em Edinho de jeito nenhum

A pesquisa TV Guará/Exata trouxe nesta sexta-feira (18) seu dado mais importante: a rejeição. O candidato ao governo Edinho Lobão (PMDB) lidera o item com 40% de rejeição do eleitorado. Uma taxa de rejeição considerada altíssima de muito difícil reversão.

Considerando que Flávio Dino tem mais de 50% das intenções de voto e Edinho possui uma elevada rejeição, o espaço para crescimento de Edinho é pequeno dentro dos indecisos ou dos que ainda podem mudar de opinião.

Edinho crescerá nas próximas pesquisas e certamente terá mais do que 30% até as eleições. Mas o elevado índice de rejeição estanca sua possibilidade de crescimento.

Segundo a pesquisa Exata, Luís Pedrosa, Flávio Dino e Josivaldo Corrêa são rejeitados por 16% do eleitorado. Saulo Arcangeli e Zé Luís Lago por 14%. Outros 9% disseram não ter rejeição a nenhum e outros 11% não votariam em nenhum.

Vale lembrar que o entrevistado poderia rejeitar mais de um candidato, por isso, a soma da mais do que 100%. Todos os cenários pesquisados têm margem de erro de 3,2%; para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o protocolo BR-00223/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral, com o número MA-00022/2014.

Pra se ter uma ideia, em 2012, o ex-prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), liderava as pesquisas quase do começo ao fim do primeiro turno, sendo ultrapassado já na véspera da eleição. Mas desde as convenções, seu índice de rejeição era considerado tão alto, que nada conseguiria mantê-lo na prefeitura. Tinha cerca de 45% de rejeição em julho, diminuindo para 36% no final de setembro. Mesmo liderando e com a prefeitura na mão, perdeu o pleito.

Em 2010, a rejeição de Roseana Sarney (PMDB) beirava os 30%, índice semelhante ao de Jackson Lago (PDT) e dentro de um padrão razoável para quem liderava as pesquisas e tinha o governo na mão. A rejeição de Jackson permitiu a Flávio Dino (PCdoB) tido como zebra na época, mas com rejeição baixa, ficar em segundo lugar e quase levar a eleição para o segundo turno.

Rejeição

Edinho Lobão (PMDB) – 40%

Luís Pedrosa (PSOL) – 16%

Flávio Dino (PCdoB) – 16%

Josivaldo Corrêa – 16%

Saulo Arcangeli (PSTU) – 14%

Zé Luís Lago (PPL) – 14%

Lobinho diz que vai fazer “um Maranhão mais rico e mais pobre”

 

Essa ninguém entendeu! Logo no seu primeiro comício em Passagem Franca, ontem à noite (17), Edinho Lobinho, candidato da família Sarney ao governo, disparou uma pérola.

Segundo o próprio, a ideia é construir um estado mais rico e mais pobre. Isso mesmo! Tudo ao mesmo tempo!

Representante da família Sarney nessas eleições, parece que Lobinho anda satisfeito com a concentração de renda no nosso estado, enquanto milhões de maranhenses sofrem com baixos índices sociais.

Ao que parece, pelo seu discurso, Lobinho defende a concentração de riqueza nas mãos de poucos. Afinal, ele mesmo é o candidato mais rico das eleições do Maranhão. Declarou à Justiça Eleitoral possui mais de R$ 9 milhões de reais em bens. Enquanto isso, a grande maioria dos maranhenses sofre à míngua esperando serviços básicos de saúde e educação, que vão pelo ralo da corrupção!

Veja a loucura dele no vídeo abaixo:

Mirador: prefeitura abre concurso público para 165 vagas. Salário varia de R$ 724,00 a R$ 1.800,00

 

A partir de hoje, dia 17 de julho, a Prefeitura de Mirador inicia as inscrições para concurso público para preenchimento de 165 vagas para o quadro efetivo de pessoal do município.

Maiores detalhes sobre o certame no site da empresa organizadora, o Instituto Machado de Assis.

As oportunidades são destinadas aos profissionais de níveis Fundamental, Médio e Superior, para atuação nas secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social e Segurança Alimentar e também na Zona Rural, nos povoados Bacurizeiro, Lagoa, Conceição, Baixa Grande, Ibipira, Mosquito, Santana do Joanísio, São João, Sanharó, Liso, Santana do Nelson, Cocos e Aroeira.

Interessados podem se inscrever até o dia 28 de agosto de 2014 por meio do instituto. As taxas variam de acordo com o cargo pretendido e vão de R$ 35,00 a R$ 55,00.

As jornadas e os salários também podem ser alterados conforme a função. Os profissionais selecionados deverão atuar semanalmente por jornadas de 20h e 40 horas, para recebimento de salários de R$ 724,00 a R$ 1.800,00.

Outras informações estão disponíveis no edital completo, que pode ser acessado clicando Aqui.

O chiqueiro que vale R$ 4 milhões

 

De uma hora pra outra o governo do Estado voltou os olhos pra Colinas e decidiu fazer um investimento nunca antes feito na saúde do município. O saco de bondades de Roseana finalmente vai ser aberto e derramado na cidade depois de 50 anos de domínio das famílias Sarney/Lobão.

O Hospital Municipal Nossa Senhora da Consolação, um prédio caindo aos pedaços de propriedade do deputado estadual Arnaldo Melo, que está alugado para a prefeitura colinense a preço de ouro, era pra ser adquirido pelo Governo do Estado pela bagatela de R$ 4 milhões. Porém, a operação claramente eleitoreira foi suspensa. Tudo bem que desde o ano passado que se fala na aquisição do hospital pelo Estado, mas porque só agora, as vésperas de uma eleição, a operação andou na velocidade da luz?

A concretização da compra do hospital de forma tão rápida seria fruto de uma negociação envolvendo a ida de seu dono para a chapa de Lobinho como candidato a vice-governador, abrindo mão de uma eleição mais que garantida pra deputado estadual.  E o preço do “chiqueiro”, como muitos classificam o prédio de Arnaldo em Colinas, que não valeria R$ 500 mil, foi avaliado pelo próprio deputado em mais de R$ 4 milhões, quantia que o Estado decidiu pagar à vista e ainda com a promessa de que iria reformá-lo, equipá-lo todo e torná-lo hospital regional, a ser mantido pela Secretaria de Saúde do Estado.

Pronto, de uma tacada só e num estalar de dedos Roseana iria resolver todo o problema da saúde de Colinas e região.

Irregular e eleitoreira, com o fino propósito de beneficiar o candidato Lobinho, a operação foi denunciada e prontamente suspensa, dada a sua imoralidade/ilegalidade. Mas nada disso é levado em conta. O que todos em Colinas cuidam de espalhar nos quatro cantos da cidade é que a operação foi barrada pelo Flávio Dino e seu partido, o PC do B, que é presidido pelo colinense Márcio Jerry, com o propósito de prejudicar o povo. E tome xingamentos de todos os tipos para os dois.

O que ninguém se pergunta é: como que um prédio naquelas condições valeria R$ 4 milhões?  Está mais do que na cara que se trata de uma operação irregular e com fins eleitoreiros. E o pior: com dinheiro público. Se fosse algo legal certamente o Estado continuaria com a operação e peitaria uma eventual ação que tivesse tramitando na justiça contra a negociação/negociata.

Tenho a mais absoluta certeza que jamais Flávio Dino ou Márcio Jerry se colocariam contra qualquer ação que viesse a beneficiar o povo colinense. Querer imputar agora ao Flávio e Jerry o fracasso da operação pela compra do hospital é covardia. Jerry desde sempre foi aliado do prefeito Antonio Carlos e desde o começo da gestão se colocou à disposição para ajudar com sua experiência no que o prefeito precisasse.

Criar factóides e futricas com o intuito de afastar ele e outros aliados do prefeito por conta de uma disputa estadual é voltar os olhos somente para as eleições de 2014, esquecendo-se que 2016 é logo ali e que o prefeito precisará de todos os aliados de 2012 em seu projeto de reeleição.

Em tempo: além desse disparate, corre também na boca dos desocupados que a suspensão do repasse da grana do BNDES para o fundão da corrupção eleitoral criado por Roseana, o tal FUNDEMA, foi também por culpa do Márcio Jerry, Flávio Dino e do PC do B, quando na verdade tudo foi fruto de uma ação impetrada por três deputados, tendo o Ministério Público Eleitoral se manifestando pela suspensão do repasse e a Justiça Federal deferido liminarmente o pedido. E ainda: o próprio BNDES se manifestou contrário à destinação do dinheiro da forma como queriam Lobinho e Roseana.

Filha de Arnaldo Melo não pode ser candidata, diz especialistas em Direito Eleitoral

Desembargador Guerreiro Júnior

Após a matéria sobre a decisão do desembargador Guerreiro Júnior em liberar a filha do presidente da Assembleia, Arnaldo Melo, para ser candidata a deputada estadual, nestas eleições, o titular do Blog do Luis Pablo recebeu vários telefonemas de especialistas em direito eleitoral.Todos foram unânimes em dizer que a médica Nina Ceres Couto de Melo não pode ser candidata, por ter sido uma decisão equivocada do relator Guerreiro Júnior. E disseram mais: “que certamente será revogada quando do julgamento de mérito da ação, ou mesmo antes”.

Segundo os especialistas, tudo não passa de uma fraude, porque a própria filha de Arnaldo Melo alega que a sua nova filiação no PMDB ocorreu em 03.10.2013. Mas, na mesma petição, afirma que a ficha de filiação foi entregue em 01.10.2013 na sede do PMDB/MA. Ora, como ela poderia entregar a ficha em 01.10.2013, se somente se filiou novamente no partido no dia 03.10.2013?!

E não para por aí a fraude evidente: Ainda segundo alegações da própria Nina Ceres, sem precisar as datas, ela teria saído do PMDB após as Eleições 2012 e se filiou ao Partido Ecológico Nacional – PEN. Mas, em “razão de laços familiares”, retornou ao PMDB, “tomando o cuidado de, antes, promover sua desfiliação àquele partido [PEN]”.

O que não é verdade.

Em consulta ao Cartório da 29ª Zona Eleitoral, em Colinas (MA), o Blog do Luis Pablo verificou que de fato a eleitora Nina Ceres Melo “requereu no dia 16/09/2013 o cancelamento de sua filiação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro(PMDB), através de pedido protocolado sob o nº 35530/2013” (certidão – Documento 03).

Nina Melo e o pai Arnaldo Melo

E que realmente o seu pedido foi processado, dando-se baixa na sua filiação ao PMDB (conforme consulta feita pelo Cartório da 29ª Zona – Documento 04). Todavia, o Cartório também certificou (ainda na certidão Documento 03) que “não houve nenhum pedido de desfiliação do Partido Ecológico Nacional por parte da eleitora acima mencionada”.Percebe-se que, ao contrário do que afirmou, a filha de Arnaldo Melo não teve o cuidado de promover a sua desfiliação do PEN, como determina o art. 21 da Lei nº 9.096/95: “Art. 21. Para desligar-se do partido, o filiado faz comunicação escrita ao órgão de direção municipal e ao Juiz Eleitoral da Zona em que for inscrito”.

Além disso, há outra prova que milita contra a médica Nina Melo. Ela consta, ainda hoje, como presidente municipal do PEN em Colinas (MA), conforme certidão expedida pelo TSE (Documento 05), não podendo estar filiada ao PMDB, sob pena de duplicidade de filiação.

Agora eu pergunto: como pode ser legal a candidatura da filha do presidente da Assembleia Legislativa, ao cargo de deputado estadual, nestas eleições?

Colinas ganhará maternidade

Colinas deverá receber mais uma importante obra. Trata-se de um hospital de média complexidade que contará com 40 leitos e que  será construído pelo pelo Governo do Estado, por meio de recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento Social – BNDES.

A obra será edificada no bairro Chapadinha às margens da BR-135.  A Prefeitura já está finalizando o nivelamento do terreno para para que a construtora inicie as os trabalhos.

Para o prefeito Antonio Carlos, o novo hospital, que terá função de maternidade, vai oferecer mais opções e qualidade no atendimento hospitalar para a população e região.

“É sem dúvida uma obra de grande importância para a população de Colinas e de toda região. Aqui teremos uma Maternidade de alto nível”, disse o prefeito.

Fonte: Blog do Ronaldo Vieira, com acréscimos.

Colinas: prefeitura inicia pavimentação asfáltica em vários bairros da cidade

Do Portal da Prefeitura Municipal de Colinas

A Prefeitura de Colinas está retomando um dos mais arrojados programas de asfaltamento de ruas e Bairros.

Os Bairros contemplados são Vovó Noeme, Serrinha,Piquete(incluindo o acesso), Guanabara, Vila Brandão, Baixão da Caema (Rua Principal), Liberdade, DER, Cambirimba, Sem Terra, Papoco, Alto do Bode e Trizidela(Rua Principal).

Após a conclusão dessas obras, o Centro também ganhará 3 km de recapeamento asfáltico, incluindo ai a Avendida Dr. Osano Brandão.

No Bairro Serrinha, as obras já começaram com a pavimentação da Travessa Nossa Senhora da Consolação e Travessa Maranhão.

Residente na Travessa Nossa Senhora da Consolação, a moradora Fabiana disse que pela primeira a administração está “olhando” para esta rua em Colinas.
ASFALTO4

ASFALTO7

Já era! Direção do BNDES diz que não vai liberar recursos para o Fundema no período eleitoral

oposicao fundema                    Oposição explorou o assunto novamente na tribuna da Assembleia Legislativa

 

A direção do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) assegurou a deputados da oposição que recursos do empréstimo não serão liberados para o Fundo de Desenvolvimento Social do Maranhão (Fundema) em período eleitoral. O deputado Othelino Neto (PCdoB) informou, na sessão desta segunda-feira (07), que ele e os colegas parlamentares Rubens Pereira Jr. (PCdoB) e Bira do Pindaré (PSB) estiveram com o vice-presidente nacional do banco, que lhes deu essa garantia.

“O vice-presidente do BNDES garantiu que, no período eleitoral, embora o governo já tenha inclusive solicitado aporte de recursos para depositar no Fundema, eles não serão liberados até o final das eleições. Ou seja, o que ele nos disse? Que o pedido vai ser analisado e que ainda que seja aprovado, ainda que esteja dentro dos critérios do BNDES, ele não poderia ser liberado dentro do período eleitoral em função da vedação da legislação eleitoral”, disse Othelino Neto.

Em seguida, foi a vez do deputado Rubens Jr, líder do Bloco Parlamentar de Oposição (BPO), falar da reunião que aconteceu na quinta-feira da semana passada, no Rio de Janeiro. O parlamentar disse que o vice-presidente do BNDES já sabia da ação popular contra o Fundo e da decisão da Justiça, que proibiu o repasse de qualquer dinheiro do Governo Federal para o Fundema.

O terceiro parlamentar a falar sobre o assunto foi o deputado Bira do Pindaré. Ele defendeu uma campanha limpa, sem abuso de poder econômico. “O nosso compromisso deve ser de fato com a democracia e que a gente afaste de uma vez por todas com todos os métodos que venham contaminar e prejudicar a lisura desse processo eleitoral no Estado do Maranhão”, pregou

Fonte: Blog da Sílvia Tereza

Agora danou-se! Nem filha e nem mulher de Arnaldo Melo podem ser candidatas?

Nina Melo e o pai Arnaldo

Engana-se quem pensou que o presidente da Assembleia Legislativa e candidato a vice-governador, Arnaldo Melo (PMDB), não fosse lançar um parente para lhe suceder no cargo de deputado estadual.Arnaldo, que inicialmente lançou a sua esposa, Valderês Melo, para ser candidata a deputada estadual, mas depois desistiu – por causa da desincompatibilização do cargo público da Presidência do Gedema (Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão), agora tenta de todas as formas colocar a filha para ser sua sucessora.

A médica Nina Ceres Couto de Melo será a herdeira dos votos do pai, que quer filiar a filha no PMDB para concorrer no ‘chapão’.

Ocorre, que Nina Melo não tem o tempo hábil de filiação para disputar estas eleições. É preciso ter, no mínimo, um ano de filiação.

O Blog do Luis Pablo mostra abaixo uma certidão do Tribunal Superior Eleitoral que prova que a filha de Arnaldo “não está filiada a partido político”.

E é justamente por isso que o presidente da Assembleia Legislativa tenta uma liminar – ou melhor uma mágica, com o desembargador e vice-presidente/corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, Guerreiro Júnior, para liberar sua filha para ser candidata.

Arnaldo Melo protocolou o pedido ontem, dia 6, e aguarda a “generosa” decisão de Guerreiro Júnior.

Aguardem o resultado!

Nina Melo

Fonte: Blog do Luís Pablo